Pela segunda vez seguida uma moradora de Itinga é a Garota BCS

Keise Luana Santos, 16 anos, é a vencedora da terceira edição do Garota BCS
Pela segunda vez seguida uma moradora do bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, foi a vencedora do concurso Garota BCS (Garota da Base) 2017, organizado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). A estudante Keise Luana Santos, 16 anos, usou a beleza, o charme e a simpatia para conquistar os jurados do desfile, na noite desta quinta-feira (30), no Hotel São Salvador, no Stiep.
“Minha mãe que me incentivou, porque eu achava que não ia passar”, comentou ela, que faz planos para se tornar médica: quer cursar a faculdade de Medicina. Antes, no entanto, pretende investir na carreira de modelo.
“Estou feliz e vou aproveitar todas as oportunidades. Sempre sonhei com esse momento”, comentou a campeã, que desbancou 17 concorrentes.
Além do título de Garota da Base, Keise Luana levou outros prêmios: assinou um contrato de dois anos com uma agência de moda e ganhou um notebook e um ensaio fotógráfico. A segunda e a terceira colocadas, respectivamente, foram Gyselle Islanda, representando a comunidade do bairro de Narandiba, e Elisabete de Sousa, do Bairro da Paz. Elas também ganharam prêmios e ensaios. A disputa contou com a participação das 18 candidatas vencedoras dos concursos locais, em cada uma das BCS da capital e do interior.
Os jurados, que escolheram as vencedoras da edição (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
As três primeiras colocadas desta edição com a segunda colocada do ano passado
As 18 concorrentes deste ano: cada uma venceu sua seletiva
Keise Luana, a campeã
Familiares e amigos na torcida: animação e apreensão
A cantora Mari Antunes faz participação especial
Mister e Miss Bahia também marcam presença
Os jurados, que escolheram as vencedoras da edição
As três primeiras colocadas desta edição com a segunda colocada do ano passado
Torcida animada
Mãe da candidata Samara Santana, a auxiliar de ensino infantil Margarida Santana animou a cerimônia. Ela disse que mais de 20 pessoas saíram de Camaçari para torcer pela estudante. Enquanto a filha estava na passarela, Margarida gritava: “Vai, filha! Minha filha é linda, não é? Vai, Samara!”. Ela contou que passou três dias sem dormir direito por causa do concurso.
“Foi uma agonia com cabelo e maquiagem, mas mãe é mãe, né? A gente vai pra onde o filho for”, comentou a mãe de futura miss.
A torcida do Bairro da Paz também chamou a atenção no concurso. Um grupo com 20 pessoas torceu pela candidata, que papou o terceito lugar. “A gente tá aqui pra mostrar que o Bairro da Paz não tem só violência. Temos muita beleza e a prova está aí”, disse um jovem, que não se identificou.
Luz na passarela: Keise Luana quer ser médica, mas agora vai investir na carreira de modelo
Arrasaram na passarela
Com idades entre 16 e 21 anos, as meninas realizaram três desfiles na noite. Elas foram avaliadas por uma banca composta por cinco jurados. Uma delas, a atual miss Bahia Caroline Oliveira, disse que estava feliz com a iniciativa do concurso. “É importante ver mulheres realizando os sonhos. Fiquei muito feliz com essa iniciativa”, comentou.
Um grupo de teatro de Itinga animou a noite das modelos e seus convidados. A música ficou por conta da banda da Polícia Militar.
Promovido pela SSP, através da Polícia Militar, o concurso faz parte das ações que as bases comunitárias da capital e do interior desenvolvem para aproximar a polícia dos moradores dos locais onde atuam.

     

Você pode gostar...