Câmara de Vereadores de Lauro de Freitas suspende sessão para ouvir reivindicações de quilombolas

Protesto Quingoma (foto: Danilo Magalhães)
Moradores do Quingoma ocuparam o plenário da Câmara Municipal nesta terça-feira (29) para protestar contra o que consideram uma redução na área quilombola, localizada em Lauro de Freitas e denunciaram a ação de uma empresa de engenharia dentro da comunidade. A presidenta do Legislativo, Naide Brito, suspendeu a sessão para dialogar com as lideranças da comunidade.
Os quilombolas reivindicam uma área de 1 mil hectares (equivalentes a 10 quilômetros quadrados), enquanto o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) entende que o quilombo tem uma área de 289 hectares (2,89 km²). Segundo Naide Brito, o processo de negociação da área ainda não foi encerrado e a prefeitura participa na intermediação, mas não tem poder de definição.
“Respeitamos todos vocês e esta casa também merece o respeito de vocês”, falou a presidenta da Câmara, solicitando a continuidade da sessão legislativa. Os quilombolas atenderam a solicitação e formaram uma comissão para conversar com representantes do Poder Executivo municipal.
Fonte: Ascom Câmara Municipal de Lauro de Freitas

     

Você pode gostar...